ROMANTISMO / 2º ANO
LISTA DE EXERCÍCIOS

01.(CESGRANRIO/2007) Assinale a opção em que todos os elementos caracterizam a poesia romântica brasileira, respectivamente, em suas três gerações ou fases:

A)Nacionalismo, autocompaixão, ambiência lúgubre.
B)Indianismo, melancolia, preocupação social.
C)Preocupação formal, subjetivismo, morbidez acentuada.
D)Imaginação criadora, engajamento político, inspiração clássica.
E)Natureza, pessimismo, cientificismo.

02. (UEL-PR/2006)

“Mulher do meu amor! Quando aos meus beijos
treme a tua alma, como a lira ao vento,
das teclas de teu seio que harmonias,
que escalas de suspiros, bebo atento;”(...)

A franqueza com que Castro Alves exprime seus desejos em relação à mulher amada, como acima se vê, permite afirmar que:

A)O seu sentimentalismo amoroso é adulto, no sentido de que percorre a gama completa da carne e do espírito.
B)Seus poemas falam de amores não realizados, na medida em que a mulher é idealizada ao extremo.
C)O tédio existencial da segunda geração romântica, de que é típico representante, explica a sua concepção do amor aliado à morte.
D)A plenitude amorosa não é seu objetivo, pois preocupam-no unicamente problemas sociais.
E)O ressentimento que envolve seu espírito impregna de aspectos negativos tudo o que o rodeia, inclusive a mulher.

03. (ARL) Trata-se do último grande poeta romântico, e que foi um renovador da lírica brasileira. O erótico passa a ser uma das vertentes de sua poesia onde a mulher e Amor são tratados de forma realista e concreta. Por outro lado, volta-se para o social denunciando a realidade para a nação com versos abolicionistas fortes e linguagem repleta de exclamações e reticências. Estamos falando de:

A)Gonçalves Dias.
B)Álvares de Azevedo.
C)Casimiro de Abreu.
D)Castro Alves.
E)Sousândrade.

04.Leia o seguinte fragmento de I-Juca Pirama, de Gonçalves Dias.

II
Em fundos vasos d'alvacenta argila
Ferve o cauim;
Enchem-se as copas, o prazer começa,
Reina o festim.

O prisioneiro, cuja morte anseiam,
Sentado está,
O prisioneiro, que outro sol no ocaso
Jamais verá!

A dura corda, que lhe enlaça o colo,
Mostra-lhe o fim
Da vida escura, que será mais breve
Do que o festim!

Contudo os olhos d'ignóbil pranto
Secos estão;
Mudos os lábios não descerram queixas
Do coração.

Mas um martírio, que encobrir não pode,
Em rugas faz
A mentirosa placidez do rosto
Na fronte audaz!
DIAS, Gonçalves. I-Juca Pirama. In: I-Juca Pirama seguido de Os Timbiras.
Porto Alegre: L&PM Pocket, 1997. p. 13.

05.Durante o Romantismo, foram simultaneamente escritos poemas com características líricas e épicas. Nessa perspectiva, o fragmento de I-Juca Pirama constitui uma mistura de gêneros por
a)descrever o ambiente de sacrifício e as características físicas do prisioneiro.
b) b)contar o que se passa no coração dos Timbiras e no coração do prisioneiro.
c) c)apresentar a preparação do sacrifício do prisioneiro e o seu estado de espírito.
d)mostrar a vontade dos Timbiras em matar seu prisioneiro, descrevendo as suas condições físicas.
e)evitar descrever o estado de ânimo dos Timbiras e se abster de apresentar o do prisioneiro
06.“No período romântico, a Literatura de cada nação europeia buscava frequentemente colocar em evidência seus respectivos heróis nacionais, representados por reis e cavaleiros andantes medievais. (...) Assim como os europeus buscavam um herói que representasse suas origens nacionais, alguns autores brasileiros faziam o mesmo.”
(José Luis Jobim e Roberto Acízelo de Souza. Iniciação à Literatura Brasileira, p. 115)
Esta reflexão se refere ao:
a)Ultra-Romantismo.
b)Indianismo.
c)Condoreirismo.
d)Medievalismo.
e)Individualismo.

07.Leia o trecho abaixo, extraído de Navio Negreiro, de Castro Alves, e as alternativas.
Era um sonho dantesco!... o tombadilho,
Que das luzernas avermelha o brilho,
Em sangue a se banhar.
Tinir de ferros... estalar de açoite...
Legiões de homens negros como a noite,
Horrendos a dançar...

Negras mulheres, suspendendo às tetas
Magras crianças, cujas bocas pretas
Rega o sangue das mães:
Outras, moças, mas nuas e espantadas,
No turbilhão de espectros arrastadas,
Em ânsia e mágoa vãs!

Nesse fragmento, o poeta

I.denuncia a permanência do tráfico de escravos, embora esse tenha sido proibido pela Lei Eusébio de Queirós, de 1850.
II.descreve a luta dos negros, transportados no navio, contra os seus opressores, apontando para a possibilidade de libertação.
III.usa as exclamações como suporte para o tom de indignação e repúdio ao ato escravocrata.
IV.alude, com a expressão “sonho dantesco” ao “Inferno”, de A Divina Comédia, para enfatizar o drama dos condenados à escravidão.
As afirmativas corretas são
a)I e II. b)I e IV. c)II e III.
d)III e IV. e)I, III e IV.
08.Em relação ao Romantismo é correto afirmar que

a)os símbolos nacionais são exaltados e idealizados como expressão de amor à Pátria e formação de uma identidade.
b)valoriza, na obra literária, o indivíduo e toda a sua complexidade, enfatizando a necessidade do controle racional.
c)os textos literários traçam o perfil de anti-heróis que agem, sofrem e superam obstáculos para se qualificarem como exemplares.
d)a literatura romântica combate os valores burgueses, dentre os quais estão a honra, o trabalho, a sinceridade e o heroísmo.
e)a linguagem dos textos românticos é marcada pela rigidez, em que as fórmulas literárias contribuem para a expressão dos sentimentos.

09. Assinale o contexto histórico do período do Romantismo:
a) Iluminismo
b) Revolução Francesa
c) Inconfidência Mineira
d) Impeachment do Collor
e) Descobrimento do Brasil

10. O Romantismo está relacionado com o surgimento de um novo público leitor. Qual é essa classe?
a) burguesia
b) senhores feudais
c) nobreza
d) escravo
e) fazendeiro

11. Marque a alternativa que não caracteriza a estética romântica:
a) subjetivismo
b) primado do sentimento
c) culto à natureza
d) pessimismo
e) objetivismo

12. A impossibilidade de realizar o sonho absoluto do Eu gera inquietude, desespero, frustração, que levam às vezes ao suicídio, refletindo a evasão na morte, solução definitiva para o:
a) culto ao real
b) nacionalismo
c) culto ao fantástico
d) mal do século
e) indianismo



13. “Minha terra tem palmeiras
Onde canta o sabiá
As aves que aqui gorjeiam
Não gorjeiam como lá.”
O fragmento acima, de um poema de Gonçalves Dias caracteriza o:
a) nacionalismo
b) mal do século
c) culto ao fantástico
d) pessimismo
e) fantasmagórico

14.Se uma lágrima as pálpebras me inunda,
Se um suspiro nos seios treme ainda,

É pela virgem que sonhei...que nunca
Aos lábios me encostou a face linda!

(Álvares de Azevedo)

A característica do Romantismo mais evidente nesta quadra é:

a) o espiritualismo
b) o pessimismo
c) a idealização da mulher
d) o confessionalismo
e) a presença do mistério

15. (UNIP-SP) Assinale a alternativa não-aplicável à poesia romântica;
a) O artista goza de liberdade na metrificação e na distribuição rítmica.
b) O importante é o culto da forma, a arte pela arte.
c) A poesia é primordialmente pessoal, intimista e amorosa.
d) Enfatiza-se a auto-expressão, o subjetivismo, o individualismo.
e) A linguagem do poeta é a mesma do povo: simples, espontânea.

16. UNOPAR-PR)
Tristeza
Por favor, vai embora
(…)
Já é demais o meu penar
Quero voltar àquela vida de alegria
Quero de novo cantar.
Nos conhecidos versos da canção popular, o eu lírico situa-se em oposição a uma das características do Romantismo:

a)ênfase no aproveitamento poético da paisagem local.
b)não-conformismo aos valores estabelecidos.
c)gosto pela melancolia e pelo sofrimento.
d)evasão do poeta num passado histórico.
e)culto à razão, em detrimento das emoções.

17. Assinale a alternativa em que se encontram características do movimento literário ao qual se dá o nome de Romantismo:

a) predomínio da razão
b) busca de temas nacionais, sentimentalismo e imaginação
c) arte pela arte
d) desejo de expressar a realidade objetiva
e) imitação dos antigos gregos e romanos

18. (Vunesp - SP) Leia atentamente os versos seguintes:

Eu deixo a vida com deixa o tédio
Do deserto o poeta caminheiro
- Como as horas de um longo pesadelo
Que se desfaz ao dobre de um mineiro.

Esses versos de Álvares de Azevedo significam a:
a) revolta diante da morte.
b) aceitação da vida como um longo pesadelo.
c) aceitação da morte como a solução.
d) tristeza pelas condições de vida.
e) alegria pela vida longa que teve.

19. Os ideais da Revolução Francesa influenciaram todo o mundo, e assim as características do novo movimento literário também eram difundidas. No Brasil, o surgimento do Romantismo coincidiu também com um movimento de afirmação nacional, a Independência. O marco inicial do Romantismo no Brasil ocorreu com a publicação, em 1836, de:
a) Obras, de Cláudio Manuel da Costa.
b) Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
c) Prosopopeia, de Bento Teixeira.
d)Suspiros Poéticos e Saudades, de Gonçalves de Magalhães.
e) Fanfarras, de Teófilo Dias.

20. No Brasil, são delineados três períodos na trajetória do Romantismo. Não há uma fronteira cronológica entre um e outro mas, por motivos didáticos, eles foram delimitados levando-se em conta seus caracteres ideológicos. Os nomes dados à Primeira, Segunda e Terceira Gerações Românticas, sob o ponto de vista de suas principais características, são, respectivamente:
a) Nacionalista, Ultra-Romântica e Condoreira
b) Nacionalista, Condoreira e Ultra-Romântica.
c) Condoreira, Nacionalista e Ultra-Romântica.
d) Ultra-Romântica, Condoreira e Nacionalista
e) Ultra-Romântica, Nacionalista e Condoreira.
68

Visualizar comentários

Carregando